quinta-feira, 7 de abril de 2016

RETROSPECTIVA DE LUTA DOS PROFESSORES DE SEVERIANO MELO


Sem Educação não se muda uma sociedade,
Sem Educação não se forma cidadãos conscientes e formadores de mentes.
Sem Educação não há consciência politica.
 E sem luta não há Educação.
E aqui em Severiano Melo não é diferente, somos personagens de uma historia de luta que vem sendo travada ao longo de alguns anos. As leis federais como antigo FUNDEF e atual FUNDEB possibilitou a valorização do professor na organização de sua carreira profissional.
Em 31 de março de 2006 foi aprovado o plano de cargos e carreira e remuneração do magistério público municipal, construído a base de meses de trabalho e dedicação de profissionais da educação que tornou-se lei a base de luta e reinvindicações.
Em 2010 por descaso do gestor municipal deixou de pagar o salário do professor em conformidade com o plano de carreira, e a classe dos professores apoiado pelo sindicato enfrentou 22 dias de greve com manifesto e reivindicações que só foi solucionado num acordo judicial.
Em 2013 em descompromisso do piso salarial do professor mais uma vez foi vivenciado 11 dias de greve em luta para conscientizar o então gestor municipal a cumprir a lei do piso, melhoria nas condições de ensino e pedido de respeito pela entidade que representa a classe trabalhadora em sua luta.
E hoje severianenses, não é diferente, estamos em luta pedindo o cumprimento da lei 11.738/2008  que  garante o piso salarial do professor. Essa luta não é só hoje ela sempre existiu e continuará existindo sempre que os gestores municipais não cumprirem com leis que corresponde o salário do professor. Nossa luta, manifestos e anseios é por direitos já assegurados em leis, essa luta só existe porque educação ainda não é vista e respeitada como deve, só é prioridade em discursos de palanques e na hora de fazer acontecer a prioridade desaparece, fazendo necessário a luta e atenção das entidades em defesa desse profissional  que tanto luta pela dignidade do cidadão Brasileiro.

PROFESSORES DO MUNICIPIO DE SEVERIANO MELO MAIS UMA VEZ VÃO AS RUAS

Na manha desta quarta feira 06 de abril de 2016, os professores do município de Severiano Melo, percorreram as ruas da cidade e a zona rural do município como: Malhada Vermelha, Boa Vista, Ipueira e Santo Antônio, reivindicando o cumprimento da lei 11738/2008, que trata do piso salarial dos professores,  essa categoria atualmente está com uma perca de 34% em seus salários,  segundo a presidenta do Sindicato Emirene Lucena, o gestor municipal alega que não tem dinheiro para pagar, que o limite prudencial do município ultrapassou o valor permitido de gastos, a mesma afirmou que em assembleia com os professores realizada no dia 16 de março de 2016, o gestor participou e disse aos professores que não tinha como pagar e que não podia fazer milagres, ou seja não apresentou nem uma proposta a categoria. Foi diante dessa afirmação do gestor que a categoria juntamente com o Sindicato decidiu realizar uma semana de mobilização de 04 a 09 de abril, e nesta quarta feira aconteceu uma parada municipal de advertência pelo não cumprimento da lei do piso e pela falta de respeito com a entidade que representa a classe trabalhadora, com  um buzinaço. 









quinta-feira, 31 de março de 2016

CANDIDATOS A VEREADOR DEVEM SE AFASTAR DE CARGOS ATÉ SÁBADO, DIA 2 DE ABRIL

O Blog do Tonny Washington alerta aos agentes públicos que desejam se candidatar a algum cargo político devem ficar atentos ao prazo de desincompatibilização estabelecido pelo Tribunal Superior Eleitoral. Até o próximo sábado (2), todos os candidatos a vereador caracterizados como cargos comissionados devem se desincompatibilizar.
A desincompatibilização ocorre através do afastamento do cargo exercido pelo candidato, evitando assim que ocorra a inelegibilidade em função do cargo do interessado com a sua candidatura. Esse afastamento pode ser definitivo ou não, de acordo com tabela fornecida pelo TSE.
Clique Aqui e confira os prazos de Desincompatibilização!

quarta-feira, 30 de março de 2016

CHOVE 210 MILÍMETROS EM JARDIM DO SERIDÓ


Noite de terça-feira(29) de muita chuva na região do Seridó. Chove em praticamente todos os município da região. Informações dão conta de que choveu 210 MM no Sitio Marcas de Cima
na zona rural de Jardim do Seridó.


blog-de-sao-vicente-rn-30-03-16-24
blog-de-sao-vicente-rn-30-03-16-25
blog-de-sao-vicente-rn-30-03-16-26
blog-de-sao-vicente-rn-30-03-16-27

Foto Abaixo;Os registros são da internauta jardinense Valdicleide Cristina, e mostra um reservatório sangrando com as chuvas desta terça-feira (29), na Zona Rural de Jardim do Seridó. A localização específica é o sítio Cachoeira dos Patrocínios. Também temos registros de açudes sangrando nas comunidades Cachoeira Preta, Tanques e Marcas de Genival. Muitos destes açudes não sangravam desde o inverno de 2008.

12899986_675627475908379_1195225251_n

Combustível desviado da Câmara de Apodi daria para 4 voltas ao mundo



vereador João Evangelista de Menezes Filho. (Foto: Márcio Morais)G1/RN - Investigações do Ministério Público revelaram desvio de R$ 35.519,41 da Câmara Municipal de Vereadores de Apodi em forma de combustível. De acordo com o MP, veículos não oficiais de vereadores e ainda carros de pessoas sem qualquer vínculo com a casa legislativa eram abastecidos em um posto da cidade e a conta era paga pela Câmara. Somente no ano de 2013, segundo as investigações, a Câmara Municipal de Apodi adquiriu aproximadamente 13 mil litros de combustíveis. “Se todo esse combustível tivesse sido usado apenas no veículo oficial, seria suficiente para rodar mais de 150 mil km apenas no ano de 2013 (quase quatro voltas ao redor da Terra)”, diz a denúncia do MP.

O MP denunciou quatro vereadores, um empresário, três funcionários públicos e dois advogados por suspeita de envolvimento com os desvios. A operação denonimada ‘Apóstolos’ foi deflagrada no dia 26 de janeiro deste ano e prendeu nove pessoas. Dentre elas, o presidente da Câmara Municipal, vereador João Evangelista de Menezes Filho (PR). O vereador foi solto nesta segunda-feira (28) após decidir colaborar com as investigações e confessar o crime. Os outros presos também já foram soltos.



sexta-feira, 18 de março de 2016

PROFESSOR LEONARDO BEZERRA EMITE NOTA EM APOIO AOS PROFESSORES DE SEVERIANO MELO

NOTA
O professor Leonardo Bezerra vem por meio desta nota anunciar seu apoio aos professores do município de Severiano Melo. Considerando os baixos salários que historicamente têm sido pagos aos profissionais do magistério no país, a implementação do piso foi um grande avanço para "nós", que permitiu maior valorização profissional, e sem dúvidas vai proporcionar uma educação com mais qualidade, e por isto, é justo lutar para fazer valer a lei.

Foi APROVADO o projeto de lei PLS 114/2015 que aumenta o piso salarial dos professores para 2016.
Fonte: https://docs.google.com/viewerng/viewer?url=http%3A%2F%2Fwww.pisosalarial.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2015%2F10%2FPiso-Salarial-Professores-2016.pdf&hl=en
CurtirMostrar mais reações
Comentar

sábado, 12 de março de 2016

Eduardo Cunha diz que 'pareceu um pouco exagerado' pedido de prisão de Lula

Sábado, 12 de Março de 2016

por Daiene Cardoso e Júlia Lindner | Estadão Conteúdo
Foto: Gustavo Lima / Agência Câmara

Mesmo sem ler detalhes do pedido de prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva feito pelo Ministério Público de São Paulo, o presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), acredita que aparentemente houve exageros dos promotores paulistas. "Parece um pouco exagerado, pelo que estou vendo de comentários", declarou. Em um momento de acirramento dos ânimos políticos, o peemedebista criticou ações exageradas. "Tudo aquilo que é exagerado nunca é bom, acho que tudo tem seu ritmo, seu caminho, e dentro tem que se respeitar a legalidade", ponderou. Ele disse ainda não esperar um clima mais acalorado nas manifestações de domingo (13). "As manifestações vão ocorrer porque já iriam ocorrer. Pode acirrar o clima se isso gerar confronto do outro lado, mas acho que não. Acho que o que está para acontecer já está mais ou menos predeterminado: quem vai, vai", comentou. Em um dia de reuniões preparatórias para a convenção do PMDB e discussões paralelas sobre a permanência ou não do partido no governo, Cunha afirmou que o prazo de 45 dias para concluir na Câmara o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff é possível, desde que não se considere fatores como obstrução ou recursos judiciais. "Se seguir o rito, interpretar o que está ali, 45 dias é um prazo razoável, mas não dá para afirmar que será em 45 dias", afirmou.